Microbiologia: resumo completo

A Microbiologia é um assunto bastante complexo entre as disciplinas que caem no Enem e em outros vestibulares. Então, neste post elaborei um breve resumo para você aprender de vez os principais conceitos da matéria e, a partir daí, aprofundar seus estudos para as provas.

Vamos nessa?

O que é Microbiologia?

O conceito clássico de Microbiologia é: a área da ciência que estuda organismos que podem ser vistos apenas através do microscópio, bem como as atividades desses organismos.

Com base nisso, a Microbiologia cobre um grupo bastante diverso e vasto de organismos unicelulares de dimensões reduzidas, que podem tanto ser encontrados como células isoladas ou agrupados em diferentes arranjos.

Desse modo, a Microbiologia estuda organismos procariontes (bactérias, archaeas), eucariontes (algumas algas,alguns fungos, protozoários) e seres acelulares (vírus). Há também os agentes subvirais (viroides e príons).

Leia mais: 7 assuntos de Biologia que mais caem no Enem

Grupos de microrganismos

No estudo da Microbiologia, costuma-se dividir os grupos de microrganismos estudados em: vírus, bactérias, protozoários, algas unicelulares, fungos, viroides e príons. A seguir, vamos dar uma olhada em cada um desses grupos.

O que são Vírus?

Os vírus são agentes infecciosos microscópicos que não são formados por células, ou seja, são acelulares. Por isso, para realizarem suas atividades vitais, precisam da estrutura de outra célula viva. Assim, são considerados parasitas intracelulares obrigatórios. 

Alguns vírus são patogênicos: em outras palavras, geram doenças ao homem. Alguns exemplos de doenças virais são: AIDS, caxumba, febre amarela, gripe, resfriado, hepatite, meningite viral e varíola. 

O que são Bactérias? 

As bactérias são organismos com uma estrutura celular bastante simples, sendo parte do Reino Monera. Elas são procariontes e unicelulares, e podem ser encontradas em colônias ou sozinhas. Algumas bactérias têm suporte extracelular como cílios e flagelos, que ajudam em sua movimentação.

Muitas delas possuem esporos, estrutura de resistência que ajuda em sua sobrevivência em condições desfavoráveis no ambiente. Esses esporos mantêm-se até a bactéria encontrar uma condição de vida ideal, apesar disso, existem bactérias que não possuem essas estruturas, sendo chamadas de bactérias vegetativas.

Em geral, as bactérias possuem: membrana plasmática, material genético, ribossomos, mesossomo, plasmídio, parede celular (maioria possui) formada por peptideoglicano e podem possuir flagelo, cápsula e pili (fímbrias).

         

Elas podem ser divididas em gram-negativas e gram-positivas. As gram-positivas têm parede celular mais grossa e composição química estrutura em açúcares aminados, fosfato de ribitol e polipeptídeos. Já as gram-negativas têm a mesma composição das gram-positivas, mas também 20% de lipóide. As gram-negativas constituem a maior parte de bactérias patogênicas.

As bactérias também podem desencadear doenças no ser humano, como: febre tifoide, pneumonia, meningite bacteriana, sífilis, hanseníase, tuberculose e tétano. As infecções ocorrem por água, alimentos, ar ou contato. 

O que são Protozoários?

Os protozoários são microrganismos eucariontes, unicelulares e heterótrofos. Eles são do Reino Protista, apresentam diferentes formas e ocupam ambientes úmidos ou o interior de outros organismos.

Alguns dos protozoários são parasitas e causam doenças. Entre as enfermidades causadas por eles estão; amebíase, Doença de Chagas, giardíase e malária. 

Algas unicelulares

As algas unicelulares também são do Reino Protoctista assim como os protozoários. Elas são encontradas em meios aquáticos, e também podem ser achadas em solo úmido. Geralmente formam o plâncton, especialmente o fitoplâncton.

Fungos

Os fungos estudados pela Microbiologia são microscópicos (lembre-se, nem todo fungo é microscópico), unicelulares ou pluricelulares, eucariontes e heterótrofos, e fazem parte do Reino Fungi. Eles são encontrados em diferentes tipos de habitat, tanto na água, no solo, nos animais, vegetais, no homem e em detritos.

Existem descritas hoje, aproximadamente, 69 mil espécies de fungos (estimativa supera 1 milhão), que são usados para diferentes fins, como na produção de medicamentos e alimentos, como queijos. Mas há também os fungos que são ser patogênicos e causam doenças como candidíase, histoplasmose, micoses, meningite fúngica e onicomicose. 

Viróides

Os viroides são um conjunto genético que pode produzir uma cópia dentro de uma célula dos vegetais. São constituídos por pequenos filamentos de RNA com formato circular, contendo apenas entre 246 e 401 nucleotídeos.

Eles não agrupam proteínas e não têm capa protéica, dependendo somente do mecanismo transcricional da célula do vetor para realizar as etapas do seu ciclo, que incluem movimento, patogênese e replicação. São os menores patógenos das plantas.

Príons

Os príons são partículas protéicas que têm aspectos contaminantes. São diferentes dos vírus e das bactérias por não terem carga genética. São responsáveis por doenças neurodegenerativas fatais, com progressão lenta, como a encefalopatia espongiforme de bovinos, conhecida popularmente como “Síndrome da Vaca Louca”.

Leia mais: Como estudar Biologia para o Enem

Áreas de aplicação da Microbiologia

A Microbiologia possui uma grande importância, seja como ciência básica ou aplicada. Como ciência básica, ela estuda o comportamento fisiológico, bioquímico e molecular dos microrganismos, e é também chamada de Microbiologia Molecular. Já como ciência aplicada, ela estuda o papel dos microrganismos em controle de doenças, de pragas, processos industriais, produção de alimentos e outros.

Entre as áreas de estudo da Microbiologia estão:

  • Biologia: aspectos básicos e biotecnológicos, produção de antibióticos, enzimas (celulases, lipases), hormônios (GH, insulina), insumos (ácidos, álcool), despoluição (herbicidas, pseudomonas), bio-filme (acinetobacter), entre outros;
  • Biotecnologia: utilização de microrganismos com finalidades industriais, como agentes de biodegradação, limpeza ambiental, e outros;
  • Medicina e Enfermagem: doenças infecciosas e infecções hospitalares;
  • Nutrição: doenças transmitidas por alimentos, controle de qualidade de alimentos, produção de alimentos (queijos, bebidas);
  • Odontologia: estudo de microrganismos associados à cárie dental, doenças periodentais e placa dental. Estudos de abordagem preventiva.

Leia mais: Dicionário de Citologia

Espero que vocês tenham gostado desse resumo! E se você ficou com alguma dúvida, escreva aqui nos comentários que eu respondo!

Quer se sair bem na escola ou vai prestar vestibular e ENEM? Vem tomar um amargo, que eu te ajudo a conquistar esse sonho! Na minha plataforma, você aprende desde o início da vida até o equilíbrio de todas, através de aulas aprofundadas, dinâmicas e muito divertidas comigo, um professor apaixonado pelo que faz Aproveite e baixe agora gratuitamente clicando no banner abaixo um ebook com um conteúdo especial sobre Saúde Pública no ENEM.

SAIBA MAIS

👉 Coronavirus no Enem e nos vestibulares
👉 Ivermectina, Cloroquina e Vacina contra COVID-19 – Vamos esclarecer?
👉 Coronavírus: a grande epidemia em 2020
👉 Quais são as características do vírus?

Me acompanhe nas redes sociais: curta a minha página no Facebook, me siga no Instagram, se inscreva no Youtube e participe do meu canal oficial no Telegram.

Compartilhar:
Professor Samuel Cunha

Professor Samuel Cunha

Biolândia é uma plataforma dedicada ao ensino da mais linda ciência chamada Biologia.

4 comentários

  1. Faltou a área da Farmácia.

  2. Parabéns! Gostei deste resumo que foi muito claro. Como sugestão deixaria escrito que “nem todas as algas são microscópicas” também. sds.

Deixe uma resposta